Considerada a oitava maior economia do mundo e a maior da América Latina, o Brasil é um destaque econômico na região. O país viu seu PIB alcançar US $ 3.365 trilhões em 2018. Segundo o FMI, este crescimento deverá atingir 2,4% em 2019.

A localização estratégica do Brasil, a economia diversificada e o mercado interno (211 milhões de habitantes) tornaram um ponto de acesso para negócios e investimentos estrangeiros. As empresas que usam o Brasil como trampolim para o mercado regional mais amplo procuram produtos exportáveis e mercados penetráveis nas proximidades. Portanto, é importante entender as regulamentações de exportação do Brasil para mover seus produtos e serviços através das fronteiras neste próspero continente.

Exportação do Brasil: Atividade de Investimento Estrangeiro

US Dollar: O Brasil foi o país da América Latina que mais recebeu investimento direto estrangeiro (IED), atraindo cerca de US $ 61,2 bilhões durante o ano de 2017-2018.  

O Brasil foi o país da América Latina que mais recebeu investimento direto estrangeiro (IED), atraindo cerca de US $ 61,2 bilhões durante o ano de 2017-2018.

O Brasil foi o país da América Latina que mais recebeu investimento direto estrangeiro (IED), atraindo cerca de US $ 61,2 bilhões durante o ano de 2017-2018.  

O país conta com indústrias de alto desempenho que atraem esses investimentos, como

  • extração de petróleo e gás (+ 45% de investimento em 2018)
  • indústria automotiva
  • serviços financeiros
  • comércio
  • eletricidade
  • produção de papel
  • tecnologia da informação e comunicação
  • armazenamento e transporte
  • Indústria de alimentos e mineração.

Para desenvolver ainda mais sua economia, o governo busca atrair maiores níveis de investimento estrangeiro, sendo este o objetivo central de sua política internacional desde 2016. Para esse fim, o Brasil está adotando medidas para melhorar, fortalecer e implementar leis e procedimentos regulatórios, a fim de proporcionar aos investidores um ambiente de negócios favorável no país.  

O Mercado de Exportação Brasileiro

O mercado de exportação do Brasil é fundamental para sua economia e vem crescendo ativamente nos últimos anos. Durante os primeiros sete meses de 2019, o país exportou cerca de US $ 130 bilhões em mercadorias, tendo a Ásia como destino principal (44%).   

O Brasil exporta uma variedade diferente de produtos, mas os principais produtos exportados incluem:

  • Oleaginosas (14% do total de exportações)
  • Combustíveis minerais, incluindo petróleo (12,4%)
  • Minérios, escórias, cinzas (9,9%)
  • Máquinas, incluindo computadores (6,2%)
  • Carne (5,5%)
  • Veículos (5,3%).

Alguns desses produtos cresceram exponencialmente em volume de exportação, principalmente:

  • combustíveis minerais, incluindo petróleo, com crescimento de 39,8% em 2017, e
  • resíduos da indústria de alimentos, com aumento de 32,9%.

É essencial que, como exportador, preste muita atenção às leis que regem os procedimentos de exportação no Brasil. 

Exportando com sucesso do Brasil

A exportação requer atenção especial ao processo administrativo e aos documentos solicitados pelas autoridades locais. No caso de falta de informações ou erro no seu arquivo, você pode perder tempo e recursos valiosos. Saber o que esperar e quais documentos você precisa fornecer permitirá que sua empresa comece com rapidez, eficiência e sem atrasos.

1. Preste atenção à classificação tarifária

Em primeiro lugar, você deve verificar em qual categoria de preço seu produto é vendido. Isso ajudará você a aplicar a taxa de imposto correta e, assim, conseguir antecipar seus movimentos e os custos de exportação corretamente. 

Existem várias maneiras de descobrir a qual categoria tarifária seus produtos pertencem. As categorias variam de acordo com o destino de exportação escolhido. 

Por exemplo, se você deseja negociar com os países membros do MERCOSUL , deve consultar a Nomenclatura Comum do Mercosul (MCN).

2. Obtenha seu certificado de origem

O certificado de origem é um documento fornecido pela Câmara de Comércio que comprova a origem de seus produtos. Você também precisará enviar o documento ao importador, para garantir sua origem, mas isso também permite aplicar o regime aduaneiro correto. Pode ser requisitado na alfândega, de modo a evitar transtornos, mas acima de tudo é algo bom de possuir quando negociar com o importador. 

3. Obtenha e organize seus documentos administrativos

Agência que supervisiona procedimentos de exportação do brasil

Como na maioria dos países, o Brasil possui um órgão de controle e padronização que supervisiona os processos de fabricação e qualidade.

Como na maioria dos países, o Brasil possui um órgão de controle e padronização que supervisiona os processos de fabricação e qualidade. É de responsabilidade do exportador especificar as características dos produtos e como eles são feitos. Isso ocorre para que os fiscais aduaneiros locais possam verificar se eles correspondem aos padrões de seu país.

Portanto, é imperativo que o exportador preencha os documentos corretos na ordem correta. Em caso de descumprimento, poderão ser aplicadas multas altas ou até ocorrer a apreensão de suas mercadorias. Para evitar problemas de documentos ou contratempos, é aconselhável obter ajuda de um despachante aduaneiro local competente. Seu conhecimento das leis de exportação e procedimentos administrativos economizará tempo e evitará surpresas desagradáveis. 

Dependendo do tipo de produto, são necessários procedimentos e documentos mais específicos. No Brasil, os essenciais são:

  • Obtenha sua licença de exportação registrando-se no Registro de Exportador e Importador (EIR) – SECEX / MDIC
  • Preparar os documentos do contrato de exportação solicitados
  • Confirme a solicitação do importador com a carta de crédito que confirma a demanda por mercadorias
  • O requisito para registrar sua empresa nos serviços Siscomex no Brasil dura de 10 a 17 dias  
  • Para seus produtos, se você deseja registrá-los corretamente, precisa do Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex). Um sistema computadorizado, responsável pela integração de informações sobre operações de comércio exterior, como registro, monitoramento, controle e outras
  • Para registrar sua empresa como exportadora, você deve seguir o processo estabelecido pelo RADAR (Registo de Qualificação no Registro Aduaneiro de Interveniente Provisório e Ambiente de Rastreio )
  • Para fazer isso, você deve se registrar na Secretaria de Comércio Exterior (SECEX). Você precisará obter seu número de registro no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) ou no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) para o desembaraço aduaneiro de mercadorias
  • Preencha um formulário de registro de exportação

4. Dominar os Incoterms

Como base do comércio internacional, o conhecimento e o domínio dos Incoterms são essenciais para quem deseja exportar produtos.

Navio apoiando o comércio internacional do Brasil

Incoterms são termos padronizados usados ​​para definir os direitos e deveres dos compradores e vendedores envolvidos no comércio internacional e doméstico.

Incoterms (uma contração dos Termos Comerciais Internacionais) são termos padronizados usados ​​para definir os direitos e deveres dos compradores e vendedores envolvidos no comércio internacional e doméstico.   

Os incoterms são desenvolvidos e regulamentados pela Câmara de Comércio Internacional (ICC). Com três letras distintas, o ICC utiliza incoterms para definir as responsabilidades e obrigações do exportador e do importador. Ele leva em consideração, em particular, informações sobre carregamento e transporte, tipo de transporte usado, seguro, riscos e local de entrega.  

Um exemplo de um Incoterm amplamente utilizado é o ‘Free On Board’ (FOB). Esse termo isenta o exportador de certas responsabilidades quando as mercadorias são carregadas em um navio transportador. Eles então se tornam responsabilidade do importador. As responsabilidades FOB transferidas do exportador para os operadores da embarcação podem incluir aluguel de frete e seguro internacional de frete.

Precisa de ajuda? Podemos ajudá-lo a exportar do Brasil  

O domínio dos processos de exportação brasileiros trará benefícios operacionais a longo prazo para sua empresa. Você pode contar com vários recursos disponíveis localmente para ajudá-lo a atuar neste processo. Para garantir seu sucesso, muitas empresas optam pela ajuda e aconselhamento profissional de especialistas locais.

Na Biz Latin Hub, teremos o prazer de orientar você e sua empresa acerca das regras, regulamentos e processos de exportação do Brasil. Nossos especialistas locais estão totalmente cientes das especificidades do mercado brasileiro e dessas leis. Com nosso conjunto completo de serviços de entrada no mercado e back-office, garantimos a conformidade operacional e legal de seus negócios em cada passo dado. 

Se você precisar de suporte personalizado e orientação especializada para o seu negócio de exportação, entre em contato hoje mesmo pelo [email protected]. Aguardamos o seu contato.