Fazer Negócios Na Guiana: 4 Razões

Fazer Negócios Na Guiana: 4 Razões

Embora a Guiana possa não ser o destino de investimento mais popular na América Latina e no Caribe, o país tem experimentado um crescimento considerável nos últimos anos. Hoje em dia, os investidores que consideram fazer negócios na Guiana poderão aproveitar uma série de oportunidades que só o mercado insaturado da Guiana pode oferecer.

Localização geográfica da Guiana
Localização geográfica da Guiana

Para aqueles que estão a considerar uma operação comercial a curto prazo ou que têm recursos operacionais limitados, trabalhar com uma organização profissional de empregadores (PEO) pode ser a melhor opção, porque um PEO na Guiana tratará de recrutar, contratar e pagar os salário e benefícios para os seus empregados. Além disso, ao trabalhar com um PEO, não terá necessariamente de criar uma empresa, o que lhe permitirá poupar tempo e dinheiro.

A Guiana é uma das menores nações em tamanho na América do Sul, e com uma população de 800.000 pessoas é também uma das menos povoadas. Localizado no nordeste do continente, o país faz fronteira com o Brasil, Suriname e Venezuela.

Considerada uma nação do Caribe, à Guiana junta-se Belize e Suriname como os únicos membros continentais da Comunidade do Caribe (Caricom), uma integração económica que inclui também treze nações insulares como membros de pleno direito e cinco Territórios Ultramarinos Britânicos como associados. A Caricom tem a sua sede em Georgetown, a capital da Guiana.

A Caricom tem acordos de livre comércio em vigor com a República Dominicana e a Costa Rica, enquanto que a Lei de Parceria Comercial da Bacia das Caraíbas (CBTPA), uma expansão da Iniciativa da Bacia do Caribe (CBI), de 1983, dá às empresas baseadas na Guiana um acesso preferencial ao mercado dos EUA.

A Guiana tem testemunhado um crescimento rápido e largamente livre desde a virada do século, com o produto interno bruto (PIB) a aumentar seis vezes em quinze anos para 5,17 milhões de dólares em 2019. O produto nacional bruto (PNB), um indicador de prosperidade geral entre a população, registou um aumento exponencial semelhante, atingindo 6.630 dólares no mesmo ano, de acordo com as estatísticas do Banco Mundial.

A Guiana também registou um aumento significativo no investimento estrangeiro direto (IDE), que aumentou dez vezes entre 2014 e 2019 para 1,695 milhões de dólares. O país é um grande produtor de navios e contentores marítimos, enquanto os metais extraídos, os grãos e os peixes são também importantes produtos de exportação. Os principais destinos dos produtos da Guiana incluem Trinidad e Tobago, Canadá, Gana, Noruega e Portugal.

Se estiver interessado em fazer negócios na Guiana, continue a ler para saber as quatro razões para fazer negócios no país. Pode também contatar-nos agora para discutir as suas opções comerciais.

Visão geral do mercado Informação útil para qualquer pessoa interessada em fazer negócios na Guiana.

4 razões para fazer negócios na Guiana

1. Mercados de investimento não saturados

Tendo experimentado um crescimento exponencial nos últimos anos, a Guiana tem uma série de mercados insaturados que oferecem oportunidades de investimento significativas aos investidores internacionais. De acordo com GoInvest, uma agência governamental oficial de promoção do investimento, a Guiana oferece oportunidades de negócio na agricultura, energia e infraestrutura, florestas, comércio internacional, petróleo e gás, turismo e mineração.

Além disso, o governo oferece benefícios para aqueles interessados em fazer negócios no país, encorajando a participação no seu setor agrícola, desde investimentos em serviços de apoio e maquinaria, até oportunidades na agricultura, tais como cocos, peixe, gado e produtos orgânicos ou outros produtos frescos. Entretanto, o país tem um setor florestal subutilizado capaz de produzir grandes quantidades de carvão vegetal e outros produtos de madeira.

2. Recursos naturais abundantes

Para além da agricultura e da silvicultura, a Guiana tem depósitos significativos de ouro, diamantes e bauxita, a principal fonte mundial de minério de alumínio. De acordo com a GoInvest, o setor mineiro contribui com 16% do PIB da Guiana por ano, e espera-se que se desenvolva ainda mais no futuro.

Embora a exploração mineira seja há muito importante para a economia da Guiana, a produção aumentou significativamente durante a última década. De acordo com as estatísticas mais recentes sobre a Guiana divulgadas pelo US Geological Survey, a produção de ouro e pedras preciosas registou saltos significativos entre 2012 e 2016 para atingir 22.168 quilogramas de ouro e 139.000 quilates de diamantes e outras pedras preciosas por ano, respectivamente.

Entretanto, a produção de bauxita nunca desceu abaixo das 1.498 toneladas por ano, tornando a Guiana um dos principais produtores mundiais. De acordo com Bill Rice, CEO da First Bauxite LLC que é um grande produtor no país, a bauxita da Guiana é a melhor do mundo.

Produção de ouro da Guiana de 2012 a 2016, informação relevante para qualquer pessoa interessada em fazer negócios na Guiana.
Produção de ouro da Guiana de 2012 a 2016

3. Fácil acesso à América Latina e ao Caribe ao fazer negócios na Guiana

O estatuto da Guiana como nação caribenha localizada no continente da América do Sul dá-lhe uma ligação única à América Latina e às Caraíbas. Enquanto os ACL e outros acordos comerciais proporcionam um acesso particularmente fácil à Costa Rica, à República Dominicana, aos Estados Unidos e às nações do Caribe de língua inglesa, o forte comércio transfronteiriço entre a Guiana e os seus vizinhos diretos proporciona um bom acesso ao resto do continente.

Em dezembro de 2020, a Guiana e o Brasil assinaram um acordo de cooperação e de facilitação de investimentos, enquanto o país tem um acordo comercial preferencial com a Venezuela desde 1990. Além disso, como membro da Caricom, a Guiana tem fácil acesso ao mercado do Suriname.

4. Baixos custos operacionais

O crescimento econômico significativo da Guiana nos últimos anos tem assistido a um aumento do salário-mínimo. No entanto, permanece altamente competitivo, com o salário-mínimo baseado numa semana de 40 horas atualmente fixado em 70.000 dólares da Guiana por mês (aproximadamente 334 dólares em junho de 2021).

Entretanto, apesar de ter uma carga tributária em relação ao PIB ligeiramente superior à média latino-americana, o país mantém taxas de imposto sobre o rendimento das pessoas físicas, imposto sobre o rendimento das empresas e contribuições para a seguridade social significativamente inferiores à média regional, tornando a realização de negócios na Guiana particularmente atrativa.

Recrutamento através de um PEO na Guiana

Se estiver interessado em fazer negócios na Guiana, mas estiver apenas planejando uma entrada no mercado em escala limitada, ou simplesmente quiser ter uma ideia do mercado antes de assumir um compromisso mais profundo, uma opção à sua disposição é recrutar através de uma organização profissional de empregadores (PEO).

Um PEO na Guiana pode recrutar pessoal em seu nome, o que significa que pode obter uma mão-de-obra local sem ter de estabelecer uma entidade local. Isso significa que pode começar a trabalhar na Guiana apenas no tempo necessário para encontrar os seus trabalhadores ideais e sair do mercado no tempo que leva a cumprir os prazos legais de aviso prévio.

Embora a empresa PEO possa ajudar a recrutar e depois gerir a folha de pagamentos desse pessoal, manterá o controle total sobre os seus horários e tarefas. Terá de pagar à empresa subcontratada uma taxa por cada empregado, no entanto, esse custo será muitas vezes ínfimo em comparação com a abertura de uma empresa e a manutenção do seu próprio pessoal administrativo para desempenhar essas funções.

A Biz Latin Hub pode ajudá-lo a fazer negócios na Guiana

Na Biz Latin Hub, a nossa equipa multilíngue de especialistas em formação de empresas está pronta para o assistir quando fizer negócios na Guiana. Com a nossa experiência em representação comercial, apoio jurídico e contábil, ou serviços de recrutamento e PEO, podemos assegurar a prestação de todo o apoio administrativo de que possa necessitar para o ajudar a alcançar os seus objetivos comerciais. Operamos em 16 países da América Latina e do Caribe, e temos parceiros em muitos outros.

Contate-nos agora para discutir as suas opções de expansão.

Ou saiba mais sobre a nossa equipa e autores especializados.

Portfólio de serviços oferecidos pela Biz Latin Hub, uma empresa que o pode ajudar a fazer negócios na Guiana.

As informações fornecidas aqui não devem ser interpretadas como orientação ou aconselhamento formal. Consulte um profissional para sua situação específica. As informações fornecidas são apenas para fins informativos e podem não abranger todas as leis, padrões e práticas recomendadas pertinentes. O cenário regulatório está em constante evolução; as informações mencionadas podem estar desatualizadas e/ou podem sofrer alterações. As interpretações apresentadas não são oficiais. Algumas seções baseiam-se nas interpretações ou pontos de vista de autoridades relevantes, mas não podemos garantir que essas perspectivas serão apoiadas em todos os ambientes profissionais.
Accounting Team Guyana

Accounting Team Guyana

Accounting Team Guyana is the Biz Latin Hub leading experts on doing business in Guyana. The Team writes on the news, doing business, accounting, and changing regulations. The team are experts on auditing, local taxation, international taxation, payroll processing, payroll compliance, IFRS and financial advisory services. Read more about them here. You can contact Accounting Team Guyana via our "contact us page".

Receba as últimas notícias e conselhos sobre como expandir seus negócios globalmente
Assine a nossa newsletter para receber as últimas notícias e conselhos de negócios sobre formação de entidades, conformidade de entidades legais, contabilidade, back-office e requisitos fiscais.

Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.