Registro de Produtos no Brasil: O Que Você Precisa Saber

Se você está planejando lançar um produto no Brasil, é importante garantir que você cumpra todas as regulamentações locais para que seu produto seja comercializado rapidamente e mantido no mercado. Entender o registro de produtos no Brasil pode ser complicado para quem não conhece o mercado, por isso muitas vezes é feito com a ajuda de um parceiro local experiente.

Historicamente, o Brasil desfrutou de um ambiente politicamente estável e de relações amistosas com os Estados Unidos e a União Europeia, contribuindo para sua popularidade como destino de investimentos. Como o maior e mais populoso país da América do Sul, com uma população de 210 milhões de pessoas, essa potência econômica compartilha fronteiras comuns com muitos dos outros mercados-chave da América Latina e está entre as dez maiores economias do mundo pelo PIB.

Se você busca um representante legal no Brasil para apoiar o seu registro de produto e entrada no mercado, leia aqui primeiro para entender melhor algumas das etapas envolvidas no registro de produtos no Brasil, bem como detalhes de algumas das entidades oficiais com as quais você pode estar lidando no processo.

3 passos fundamentais para o registro de produtos no Brasil

Porto comercial, onde são realizadas as operações de registro de produtos no Brasil.
Registro completo de produtos no Brasil para começar a importar

Embora o procedimento possa variar dependendo do tipo de produto que você está procurando registrar, cada processo envolverá as seguintes etapas-chave:

  1. Defina o seu tipo de empresa: se você vai passar pelo processo de abertura de empresa no Brasil, ou em vez disso está considerando abrir uma filial ou registrar uma subsidiária, você vai precisar de uma pessoa jurídica no país associada ao produto. Entender o melhor tipo de pessoa jurídica para atender às suas necessidades pode ser feito com a ajuda de um profissional que atua na abertura de empresas.
  2. Envie seu produto para estudo: seu produto precisará ser examinado pela entidade estatal competente para garantir que ele adere a toda a segurança e outras regulamentações, e que ele cumpra a finalidade comercial declarada para a qual está sendo vendido. Esse processo envolverá, muitas vezes, fornecer informações abrangentes de todos os materiais e processos utilizados no processo de fabricação.
  3. Inicie a importação ou fabricação em larga escala do produto: Uma vez que você tenha recebido autorização do órgão estatal competente, você estará livre para começar a importar ou produzir o produto, com base na adesão a todas as normas e regulamentos associados relacionados à importação ou produção seguras.

Um representante jurídico corporativo experiente com experiência no ambiente comercial em que você atua poderá agilizar todas as etapas ao longo desse processo.

Agências reguladoras no Brasil

ANVISA, agência reguladora sanitária brasileira, onde os produtos são registrados no Brasil.
ANVISA, agência reguladora sanitária brasileira

Os produtos e serviços comerciais são regulados por entidades governamentais separadas de acordo com a natureza do produto. Algumas das principais agências reguladoras locais responsáveis pelo registro de produtos no Brasil incluem:

  • ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária):  A ANVISA é responsável pelo registro e autorização de dispositivos médicos, medicamentos, cosméticos (incluindo produtos de higiene pessoal e fragrâncias), certos tipos de alimentos (incluindo ingredientes novos, alimentos para crianças e bebês, e probióticos), pesticidas, ingredientes farmacêuticos, sanitizantes e produtos de tabaco.
  • MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento):  Bens de origem animal devem ter seu selo cadastrado neste ministério. Vinhos e produtos derivados de uvas também devem ser registrados antes de serem comercializados. Além disso, também devem ser registrados certos tipos de alimentos de origem vegetal, como açúcar, aveia e café. Por fim, produtos de ração animal, fertilizantes e produtos veterinários estão sujeitos ao registro no MAPA.
  • ANATEL (Agência Nacional de Telecomunicações): Certos dispositivos tecnológicos devem passar por um processo de registro de produtos no Brasil junto à ANATEL para serem comercializados. Estes incluem telefones e terminais telefônicos, modems de internet, dispositivos que usam tecnologia Wi-Fi e Bluetooth, dispositivos que transmitem radiofrequências, baterias e cabos usados em equipamentos de telecomunicação.
  • ANTAQ (Agência Nacional de Transportes Aquaviários): As empresas que atuam na navegação de apoio portuário devem ser cadastradas na ANTAQ. Observe que as atividades de navegação de suporte portuário incluem reboque portuário, transporte de passageiros e cargas, atracação de embarcações e outras atividades relacionadas.

Registre seus produtos no Brasil com a ajuda da Biz Latin Hub

Garanta o sucesso de suas operações de negócios ao se envolver com um parceiro de representação comercial estabelecido capaz de guiá-lo através das etapas necessárias para o registro de produtos no Brasil.

Na Biz Latin Hub, nossa equipe de especialistas em direito jurídico e contabilidade corporativa multilíngues tem vasta experiência em auxiliar empresas estrangeiras na abertura de empresas, representação legal e serviços de RH. Com nosso portfólio completo de serviços de entrada no mercado e back-office, podemos ser seu único ponto de contato para desenvolver operações comerciais no Brasil e aproveitar as oportunidades de negócios lá, ou em qualquer outro lugar da América Latina e Caribe.

Entre em contato conosco agora para iniciar sua expansão comercial.

Saiba mais sobre nossa equipe e autores especialistas.

Serviços oferecidos por Biz Latin Hub
Serviços oferecidos por Biz Latin Hub

Tags:

Categories: América latina

Pin It on Pinterest

Share This

Share This

Share this post with a friend or colleague!