Cómo Registrar, Gerir e Proteger Marcas Registradas na América Latina

A proteção de marcas na América Latina segue um conjunto de leis e tratados internacionais. O Índice Global de Inovação 2019 ( GII ), desenvolvido pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual ( OMPI ), mede o desempenho de inovação de uma economia; este GII classifica Chile, Costa Rica, México e Brasil como 51, 55, 56 e 66, respectivamente, identificando-os como líderes regionais em proteção de PI.

Os países membros da Aliança do Pacífico, Chile, Colômbia, México e Peru se beneficiam do acordo de Patent Prosecution Highways (PPH), que torna as patentes dos países membros elegíveis para revisão acelerada na Aliança do Pacífico. Embora não sejam amplamente implementadas na região, as marcas registradas são importantes para o desenvolvimento de qualquer negócio envolvido na criação ou inovação de produtos.

Destacamos a importância de registrar sua propriedade intelectual na América Latina e o seu direito de tomar medidas para proteger seus negócios.

Importância da propriedade intelectual e das marcas registradas na América Latina

Mapa de América Latina
Registrar uma marca ou patentear um produto diferencia seus negócios dos concorrentes, o que é de grande importância se seu modelo de negócios pretende seguir a estratégia de diferenciação.

Registrar uma marca comercial é um dos elementos mais importantes de uma empresa. O registro de uma marca mostra quem a criou e fornece proteção e direitos legais sobre a comercialização da marca ou produto por outras partes. Registrar uma marca ou patentear um produto diferencia seus negócios dos concorrentes, o que é de grande importância se seu modelo de negócios pretende seguir a estratégia de diferenciação. Os países da América Latina estão implementando medidas para oferecer maior proteção e facilitar a aplicação de marcas em todo o mundo.  

Os benefícios de proteger seus trabalhos criativos incluem:

  • Direitos exclusivos, geralmente isso permite que sua empresa explore a invenção exclusivamente por até 20 anos
  • Proteção contra problemas de cópias dos concorrentes
  • Maiores retornos sobre investimentos da comercialização da invenção
  • Oportunidade de licenciar ou vender a invenção
  • Maior poder de negociação
  • Prestígio / desenvolvimento da marca.

Quase todas as pequenas ou médias empresas (PME) têm um nome comercial que deve ser considerado para proteção de patentes. As PME possuem ativos valiosos, incluindo listas de clientes, estratégias comerciais, designs e criações gráficas originais. Além disso, algumas PME podem ter contribuído para invenções ou para as melhorias em um serviço.

Para todos os casos mencionados acima, uma empresa deve entender a melhor maneira de utilizar o sistema de propriedade intelectual (PI) do país em que opera para se antecipar aos concorrentes.

Direitos legais para proteger marcas comerciais na América Latina

Martelo do juiz
Proteção de marca na América Latina: em alguns casos, terceiros desconhecem a infração e não procuram se envolver em disputas.

Durante o período em que sua patente ou marca comercial for registrada, sua invenção ou marca estará protegida e você terá o apoio das autoridades locais para validar seus direitos. Além disso, você tem o direito de solicitar infrações administrativas e sanções aplicáveis, conforme descrito em sua lei local de propriedade intelectual.

Em alguns casos, terceiros desconhecem a infração e não procuram se envolver em disputas. Nessas situações, uma notificação especificando os direitos que você tem sobre sua patente e a possibilidade de tomar uma ação legal podem ser suficientes para desencorajar as pessoas a usarem suas marcas. Para proteger sua patente, é importante ter bases sólidas e determinar o produto com precisão. Pode ser necessário que as especificações para a classificação do seu produto incluam formato, valores nominativos, tags sem nome para gráficos e muito mais, mas elas variam conforme solicitado por cada país.

Chile lidera em proteção à propriedade intelectual (PI)

O Chile é o país líder na região em proteção à propriedade intelectual. O país avançou em variáveis ​​institucionais relacionadas à educação, incluindo patentes, modelos de utilidade e criação de aplicativos. Além disso, o Chile é um país membro da OMPI, o que facilita a aplicação de marcas registradas em outros países membros da organização.

O país continua a melhorar seu sistema de processamento de PI. Em 1 de outubro de 2018, o Chile incorporou o Serviço de Acesso Digital (DAS). Esse sistema eletrônico facilita a troca segura de documentos de patentes com prioridade, modelos de utilidade, desenhos e desenhos industriais entre os escritórios das patentes participantes. 

Aplicação de marcas no Chile

O Chile é membro da Convenção de Paris e é parte do Trade-Related Aspects of Intellectual Property Rights (TRIPs), mas outros acordos comerciais que incluem capítulos de PI também são válidos. Os TRIPs regulam as medidas de fronteira e as infrações encontradas nas fronteiras podem ser seguidas por ações judiciais.

As questões de propriedade intelectual no Chile são tratadas com duas leis diferentes:

  • Lei N 19.039, conhecida como Lei de Propriedade que rege patentes, marcas comerciais e desenhos
  • Lei N 17.336, conhecida como Lei de Direitos Autorais que rege os direitos autorais

As ações disponíveis para execução são classificadas em ações criminais e ações cíveis. A lei de direitos autorais contempla ações criminais e cíveis; enquanto a Lei de Propriedade Industrial contempla apenas ações criminais.

Ações de infração civil são possíveis sob a Lei de Concorrência Desleal (20.169) e a Lei de Direitos Autorais. Para ações cíveis, o tribunal é responsável pela ação judicial e pela decisão de indenização por danos. As penalidades podem ser estabelecidas de acordo com as sugestões do proprietário da marca registrada. Essas sanções podem se concentrar nos lucros que o proprietário perdeu devido à infração, nos lucros que o infrator recebeu da violação ou no valor financeiro de uma licença.

Para abrir uma ação criminal, as marcas registradas devem ser exibidas na forma de “Marca Registrada” (MR), MR ou ‘®’. As ações criminais são abertas quando um terceiro usa de má fé uma marca registrada para produtos altamente semelhantes ou idênticos ao original. Um tribunal pode determinar a destruição ou doação de ferramentas, produtos, materiais e uma multa por infração.

México e o acordo da USMCA sobre IP

O Instituto Mexicano de Propriedade Intelectual ( IMPI ) tem poderes para promover e proteger a inovação por meio de seu sistema de propriedade industrial. Além disso, o México é membro da OMPI por meio do Protocolo de Madri, o que permite uma aplicação mais fácil das marcas registradas nos países membros.

Devido à importância do México para o comércio global, as principais variáveis ​​de patentes do país estão relacionadas ao comércio. Como membro do Acordo EUA-México-Canadá (USMCA), o México está profundamente vinculado às negociações norte-americanas sobre comércio. As discussões recentes da USMCA abordaram a proteção de PI para empresas que fazem negócios no continente e incluíram uma extensão que beneficia o Canadá e o México. O capítulo 20 da USMCA exige a extensão da proteção de dados para 10 anos para produtos biológicos, o que afeta a indústria farmacêutica, pois proporciona mais tempo para a exclusividade de seus dados enquanto eles desenvolvem novos medicamentos. Este capítulo pode ser consultado quando se trata de uma disputa no México, pois abrange mais tópicos sobre aplicação de marcas registradas.    

Protegendo sua patente no México

As reclamações por infração são arquivadas no IMPI. Após a reclamação ter sido apresentada, o IMPI notificará o réu, que deve apresentar uma resposta.

Como o IMPI não é um tribunal, ele pode apenas impor aos infratores o pagamento de uma multa e parar de reproduzir ou usar a marca registrada em disputa. Por outro lado, você pode entrar com uma ação no tribunal cível para reivindicar danos, apenas se o IMPI tiver feito uma declaração final. A reivindicação de dano representa pelo menos 40% do valor financeiro dos produtos violados.

É possível proteger sua patente enquanto você se prepara para ações legais. Durante ou antes da acusação, é possível solicitar que as ações de infração sejam interrompidas, de acordo com a Lei de Propriedade Industrial. Isso é conhecido como “liminar temporária”.

Ações criminais podem ser executadas quando os produtos não autorizados são idênticos ao original. Se a Procuradoria Geral da República confirmar que os itens são falsificados, a questão será adiada para o Tribunal do Distrito Federal. As penas criminais variam de 2 a 10 anos de prisão e multas de até US $ 100.000. Os investidores interessados ​​em patentear seus produtos ou marcas devem seguir a legislação mexicana com a assistência de advogados comerciais locais. 

Regras de PI no Brasil

Bandera do Brasil
O Brasil aderiu ao Sistema Internacional de Marcas da OMPI em julho de 2019 através do Protocolo de Madrid.

O Brasil lidera a região em tecnologia e empreendedorismo. As variáveis ​​notáveis ​​do Brasil em patentes estão relacionadas ao investimento em pesquisa e desenvolvimento. 

Listados no site oficial do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), existem 6 leis e tratados gerais que abordam a PI e descrevem as especificações para cada caso. 

As 6 leis e tratados são:

  • Lei 9.279 (Código de Propriedade Industrial): Regulamenta os direitos e obrigações relacionados à Propriedade Industrial.
  • Lei de direitos autorais nº 9.610 / 98: Modifica, atualiza e consolida a lei de direitos autorais e estabelece outras disposições.
  • Lei nº 5.648: Cria o Instituto Nacional da Propriedade Industrial e outras medidas.
  • Decreto nº 8.854: Aprova a estrutura regulamentar e a tabela de demonstração das posições da Comissão e das funções de confiança do Instituto Nacional da Propriedade Industrial. 
  • Portaria nº 11: Aprova o Regimento Interno do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).
  • Convenção da União de Paris.

A incorporação do Brasil à OMPI é relevante, pois é considerada uma grande economia na região. O Brasil aderiu ao Sistema Internacional de Marcas Registradas da OMPI em julho de 2019 através do Protocolo de Madri. O sistema entrou em vigor em 2 de outubro de 2019. Agora, os proprietários de marcas do mundo se beneficiarão da conveniência e custos reduzidos para proteger suas marcas no Brasil.  

Tomando medidas legais no Brasil

Uma ação de infração pode ser movida pelo proprietário da marca comercial ou pelo licenciado. Este último só pode abrir uma ação de infração se ele estiver incluído em seu contrato de licença e se o licenciado estiver registrado no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). As medidas de fronteira no Brasil são negociadas pelo Internal Revenue Service (IRS) por meio de sua rede de Escritórios Aduaneiros localizados em portos, aeroportos e fronteiras terrestres.

Os processos de execução são classificados em cível e criminal.

Para processos cíveis, o titular de uma marca comercial pode registrar uma ação de infração ou uma ação de nulidade para revogação de marcas comerciais. O pedido de nulidade de uma marca requer o pedido de anulação de um ato administrativo e essas ações se enquadram na jurisdição federal.

As ofensas criminais estão estabelecidas no Código de Propriedade Industrial e especificam sanções de prisão por um período de três meses a um ano, ou uma multa e a possibilidade de extensão da pena.

Regras peruanas de PI

O Peru é um país com fortes parcerias sobre a região e outros países do Pacífico. O país é membro da Aliança do Pacífico e do Acordo Global e Progressivo para a Parceria Transpacífica (CPTPP). Essas parcerias criam fluidez no comércio dentro dos países membros.  

Em 2018, o Peru ingressou na OMPI através do tratado de Cingapura, permitindo que os países membros protegessem suas marcas no Peru de maneira mais fácil. O objetivo deste evento é harmonizar e simplificar processos de registro e gerenciamento de marcas e serviços, com a intenção de oferecer proteção jurídica aos investidores.

Proteção de marca local

Ações administrativas são apresentadas à Comissão de Sinais Distintivos do Instituto Nacional de Defesa da Concorrência e Proteção da Propriedade Intelectual ( INDECOPI ).

A indenização por danos só pode ser obtida mediante uma reclamação perante o tribunal cível.

Se for determinado que houve uma infração, uma multa e uma cessação podem ser declaradas. Por outro lado, as ações judiciais são tratadas no tribunal criminal de primeira instância que gerencia os direitos de propriedade intelectual.

As medidas de fronteira são tratadas pelas autoridades aduaneiras, que são um órgão autônomo de controle que pune de acordo com sua própria lei aduaneira.

Associe-se a um especialista jurídico local para proteger as marcas comerciais e PI de sua empresa

Para expandir sua empresa no exterior, é importante patentear suas ideias, invenções e processos comerciais exclusivos, utilizando os regulamentos de PI oferecidos em cada país da América Latina. A proteção de marcas na América Latina é diferente em cada país, por isso é importante ter um advogado local de marcas que o ajudará a proteger sua marca contra violações. 

No Biz Latin Hub, nossa equipe de especialistas jurídicos pode ajudá-lo a proteger suas marcas e patentes nesta região em desenvolvimento e a obter os maiores benefícios comerciais de seus produtos.

Contate-nos hoje mesmo para aconselhamento e assistência personalizados.  

Saiba mais sobre nossa equipe e especialistas.

Receba as últimas notícias e conselhos sobre como expandir seus negócios globalmente.


Assine a nossa newsletter para receber as últimas notícias e conselhos de negócios sobre formação de entidades, conformidade de entidades legais, contabilidade, back-office e requisitos fiscais.

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Permissões de Marketing: Ao enviar este formulário, concordo que o Biz Latin Hub entre em contato comigo por e-mail usando as informações que forneci neste formulário e com o objetivo de me fornecer atualizações sobre negócios, formação de entidades, conformidade de entidades legais, contabilidade , serviços de back office, PEO e / ou para fins de marketing.

Que esperar: Se você deseja retirar seu consentimento e parar de nos ouvir, basta clicar no link de cancelamento na parte inferior de qualquer e-mail que lhe enviarmos ou entre em contato em [email protected]. VValorizamos e respeitamos seus dados pessoais e faremos o possível para protegê-los. Ao enviar este formulário, você concorda que podemos processar e usar suas informações de acordo com os termos e condições estabelecidos em nossa política de privacidade.

Tags: registrada

Categories: América latina | Brasil | Mexico

Pin It on Pinterest

Share This

Share This

Share this post with a friend or colleague!