A Nova Entidade Comercial Establecida no Brasil Pode Ser Perfeita Para o Seu Negócio

Com o nono maior ranking do PIB no mundo, a economia do Brasil é uma força a ser reconhecida. Como membro do MERCOSUL, G-20, OMC e USAN, o país está bem estabelecido no mercado global. Tradicionalmente, regulamentos e leis dificultam a atividade econômica doméstica há algum tempo. No entanto, o Brasil tem lutado historicamente para incentivar e promover sua economia nacional e estabeleceu medidas para impulsionar o empreendedorismo, como as chamadas empresas de crédito simples (ESC) no Brasil.

Recentemente, o Presidente Bolsonaro assinou medidas que dispensam os difíceis processos e licenças exigidos anteriormente para pequenas e médias empresas (PMEs) e empreendedorismo. Um exemplo disso são as empresas de crédito simples (ESCs), que ajudam a financiar PMEs e empreendedorismo e quebram barreiras econômicas para startups. Apresentamos uma visão geral de como a aprovação dos ESCs foi concretizada, o que faz e o que poderia significar para a economia brasileira.

Nova Entidade Comercial: ESC no Brasil

Pessoa que procura informações sobre empresas de crédito simples - ESCs.
Espera-se que os ESCs locais estimulem as economias locais e façam do Brasil um centro de inovação.

A necessidade de ESCs decorre do fato de que as PMEs no Brasil representam 27,5% do PIB do país. Além disso, elas fornecem 55% dos empregos formais do país. Devido ao grande papel que as PMEs desempenham na economia brasileira, o governo sentiu pressão para facilitar os regulamentos e os requisitos de licença e permissão.

Enquanto o país teve um crescimento constante no setor empresarial por algum tempo, chegou a uma parada abrupta. Em 2018, o Índice Global de Inovação classificou o Brasil em 64º. Este foi o segundo pior ranking entre os outros membros do BRICS.

A falta de infraestrutura legal, a carga tributária pesada, os requisitos de licença e permissão e os incentivos monetários insuficientes inibiram a expansão do mercado empresarial. Além disso, a recessão brasileira entre 2014 e 2016 também atrapalhou o crescimento. A queda dos preços do petróleo, juntamente com o aumento da valorização do dólar, colocou a economia brasileira em um estado de inflação exacerbada. A necessidade de uma nova entidade comercial no Brasil era evidente.

Entretanto, PMEs e empresas ainda maiores interrompiam a produção. Como resultado, a economia brasileira ficou estagnada. Agora, Bolsonaro está ‘preparando a bomba’ para o setor empresarial brasileiro para incentivar a atividade econômica e a inovação, que inclui as ESCs.

O que são ESCs no Brasil

As ESCs no Brasil são empresas privadas criadas por cidadãos com seu próprio dinheiro. Qualquer pessoa pode abrir sua própria ESC, mas só pode operar em um único negócio. Além disso, os cidadãos não podem usar outras garantias – como uma empresa que possuem – para iniciar e financiar uma ESC adicional. Através da criação desses ‘bancos em miniatura’, as ESCs podem conceder pequenos empréstimos às PMEs. Quando os empréstimos são concedidos, é estabelecido um contrato entre o credor e o mutuário e a transação é registrada e autorizada pelo Banco Central e / ou pela Comissão de Valores Mobiliários.  

Ao emitir um empréstimo, as ESCs no Brasil podem definir apenas uma taxa de juros fixa no valor. Eles também não podem cobrar taxas adicionais sobre o valor principal.

Efeitos da nova legislação

Em geral, os efeitos desses credores recém-estabelecidos são positivos. A partir de agora, as taxas de juros dos empréstimos atingem 40% ao ano. As ESCs devem reduzir essa taxa porque são entidades locais menores. As ESCs também criam um ambiente de maior concorrência entre os credores, o que também ajuda a diminuir as taxas de juros.

Em termos de geração de ESCs n Brasil, elas só podem operar e distribuir empréstimos dentro de seu próprio município e municípios vizinhos. Esta regra evita a possibilidade de uma ESCs ter o monopólio de todo o país. Além disso, enfatiza a importância de manter a circulação monetária local. Como resultado, o empréstimo de crédito e a geração de PME aumentarão e estimularão as economias locais.

Além disso, com a criação das ESCs, serão injetados R $ 20 bilhões adicionais na economia brasileira e em suas startups. Com o dinheiro circulando por empresas menores, mais empresas e PMEs serão incentivadas a se expandir no Brasil

ESCs: Oportunidades para empresas FinTech

Telefone celular e computador provando o que setor de ESCs poderá se tornar 100% digital
As empresas FinTech no podem capitalizar a criação do mercado de ESCs no Brasil.

As empresas FinTech estão surgindo em todo o mundo. Com novas leis e mercados no México, Austrália, Costa Rica e muitos outros países, a FinTech é o próximo grande mercado. Certamente, a criação de ESCs no Brasil cria uma oportunidade de nicho para esse setor em particular.  

Embora as ESCs possam operar apenas em seus próprios municípios, ainda há regulamentos sobre as ESCs de FinTechs. Sem regulamentação, essas empresas podem fornecer assistência on-line, empréstimos e treinamento para empresas e PMEs em todo o país. Além disso, o setor em geral desafia os meios tradicionais de serviços bancários e de financiamento. Se as startups locais de FinTechs se interessarem pela tendência, o setor de ESCs poderá se tornar 100% digital.

Pronto para começar?

As recentes mudanças no Brasil criam várias oportunidades para empresas e investidores estrangeiros. O presidente Bolsonaro está tentando estimular a economia brasileira e torná-la um centro global de inovação e investimento. No entanto, com esse estímulo, ocorrem muitas mudanças nas leis e regulamentos econômicos. A Biz Latin Hub está aqui para ajudá-lo a navegar por essas alterações.   

Com experiência em representação comercial e serviços de back office, nossa equipe do Biz Latin Hub pode trabalhar com você e sua empresa para garantir uma transição bem-sucedida nos mercados latino-americanos. Entre em contato conosco  se você estiver interessado ou tiver alguma dúvida.  

Saiba mais sobre nossa equipe e autores especializados

Receive the latest news and advice about expanding your business globally.


Subscribe to our newsletter to receive the latest business news and advice about entity formation, legal entity compliance, accounting, back office and fiscal requirements.

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Marketing permission: By submitting this form, I give my consent for Biz Latin Hub to be in contact with me via email using the information that I have provided in this form and for the purpose of providing me updates about doing business, entity formation, legal entity compliance, accounting, back office services, PEO and/or for marketing purposes.

What to expect: If you wish to withdraw your consent and stop hearing from us, please simply click the unsubscribe link at the bottom of any email that we send or contact us at [email protected]. We value and respect your personal data and will do the utmost to protect it. To view our privacy policy, please visit the Biz Latin Hub website. By submitting this form, you agree that we may process and use your information in accordance with the stated terms and conditions.

Pin It on Pinterest

Share This

Share This

Share this post with a friend or colleague!