Direito Trabalhista no Paraguai: um guia

Para quem procura registrar uma empresa no Paraguai ou já fazer negócios lá, compreender e cumprir a legislação trabalhista local será importante para manter a boa reputação da sua empresa e dar-lhe a melhor chance possível de sucesso.

A legislação trabalhista no Paraguai é supervisionada pelo Ministério do Trabalho, Emprego e Previdência Social e, embora compartilhe uma série de semelhanças com outros países da região, também inclui muitas características distintas.

Para qualquer pessoa que planeje um envolvimento de curto prazo ou em escala mais limitada com o mercado paraguaio — ou que precise apenas empregar um pequeno número de executivos localmente — contratar através de um empregador registrado (EOR) pode ser uma boa opção. Porque ao contratar através de um EOR no Paraguai , você evita a necessidade de formar uma entidade local, enquanto o fornecedor garante o seu cumprimento de todos os aspectos de compliance relacionados a esse pessoal.

Horas de trabalho de acordo com a legislação paraguaia
Horas de trabalho de acordo com a legislação paraguaia

Abaixo, é fornecido um guia básico da legislação trabalhista no Paraguai, incluindo horário de trabalho padrão, os tipos mais comuns de contratos de trabalho usados pelos investidores, detalhes sobre licenças legais e as contribuições e deduções que um empregador deve supervisionar.

Se você quiser saber mais sobre como podemos ajudá-lo a negociar a legislação trabalhista no Paraguai, ou de outra forma apoiá-lo na realização de negócios neste mercado sul-americano, entre em contato conosco hoje .

Jornada de trabalho sob a legislação trabalhista no Paraguai

De acordo com a legislação trabalhista no Paraguai, uma semana de trabalho padrão é de 48 horas para trabalho diurno e 48 horas semanais para trabalho noturno.

Para o trabalho diurno, cada jornada de trabalho deve ter no máximo oito horas de duração, enquanto para o trabalho noturno é de sete horas, e os empregados devem ter pelo menos um dia de descanso por semana.

Quaisquer horas suplementares trabalhadas além dessas horas deverão ser pagas proporcionalmente à remuneração padrão do funcionário, mais um acréscimo suplementar com base no tempo das horas adicionais. As horas extras trabalhadas durante a noite ou feriados são pagas em dobro. Essas horas extras não podem exceder 3 por dia e 9 por semana.

Observe que geralmente há entre nove e 14 feriados nacionais que caem em dias úteis por ano civil no Paraguai.

Direito trabalhista no Paraguai: contratos de trabalho comuns

Existem três tipos principais de contrato permitidos pela legislação trabalhista no Paraguai que são utilizados por investidores estrangeiros:

  1. Os contratos de trabalho por tempo indeterminado são o tipo mais comum de contrato e duram até que o empregador e o empregado concordem mutuamente com a rescisão, ou até que uma das partes tenha o direito de agir unilateralmente – como no caso de o empregado se demitir ou se envolver em comportamento que isso constitui má conduta e justifica a sua remoção nos termos do contrato.
  2. Os contratos de trabalho a termo só podem ser utilizados quando as circunstâncias o justificarem, como quando se emprega alguém para uma tarefa ou projeto específico com uma data de conclusão clara. O período de emprego deve ser explicitamente indicado no contrato.
  3. Os contratos de aprendizagem destinam-se a que um funcionário ou funcionários aprendam competências relevantes para um trabalho específico e são geralmente emitidos para indivíduos com idades compreendidas entre os 16 e os 18 anos. O contrato de aprendizagem deve envolver trabalho não superior a 24 horas semanais e deve incluir um salário de pelo menos 60% do salário mínimo.

Rescisão e indenização

Um funcionário pode ter seu contrato rescindido sem aviso prévio durante o período de experiência – que geralmente dura entre um e três meses dependendo do tipo de função, mas às vezes pode durar quatro meses no caso de funcionários altamente qualificados.

Fora do período probatório, e na ausência de conduta que justifique a demissão (como falta grave conforme estabelecido no contrato), os empregadores devem fornecer ao empregado um aviso de demissão, que variará de 30 a 90 dias, dependendo da situação do empregado. tempo de serviço.

Uma verba rescisória totalizando 15 dias de remuneração por cada ano de serviço deverá ser paga ao empregado demitido nessas condições.

Observe que um funcionário pode renunciar ao cargo com um único dia de aviso prévio, de acordo com a legislação trabalhista no Paraguai.

Comparação dos dias concedidos por lei para licença maternidade e paternidade entre os países da América Latina até 2023
Comparação dos dias concedidos por lei para licença maternidade e paternidade entre os países da América Latina até 2023

Férias, licenças e outras ausências segundo a legislação paraguaia

Após completar um ano de trabalho no mesmo empregador, o empregado tem direito a 12 dias de férias remuneradas. Isto é estendido para 18 dias de licença após cinco anos de serviço e para 45 dias após dez anos de serviço.

Observe que, uma vez que o funcionário complete dez anos de serviço. de acordo com a legislação trabalhista no Paraguai, eles não podem ser destituídos de suas funções sem a devida justificativa.

Licença maternidade e paternidade
As novas mães têm direito a licença maternidade totalizando 18 semanas, que pode ser prorrogada por seis semanas em caso de doença durante a gravidez ou complicações durante o parto. Enquanto isso, os novos pais têm direito a 14 dias de licença paternidade remunerada.

Note-se que, em caso de adoção, quando a criança tem menos de seis meses de idade, as novas mães adotivas têm direito a 18 semanas de licença de maternidade, enquanto para as crianças com mais de seis meses o subsídio totaliza 12 semanas de licença remunerada.

Licença médica
O empregado tem direito ao pagamento em caso de falta ao trabalho por motivo de doença, porém deverá apresentar documento assinado por médico credenciado. O custo da licença médica remunerada é coberto pelo fundo de segurança social do governo.

Licença por luto
Em caso de falecimento de um familiar imediato – incluindo pai, irmão, cônjuge ou companheiro, filho ou neto – o funcionário tem direito a três dias de licença por luto.

Contribuições legais sob a legislação trabalhista no Paraguai

Um total de 9,5% do salário do trabalhador é descontado para ir para a segurança social e para o sistema de pensões, que é gerido pelo fundo de segurança social, conhecido pela sigla IPS. Os empregadores devem também contribuir com um montante equivalente a 16,5% do salário do trabalhador ao IPS para o mesmo efeito.

Bônus anual
Como em muitos países da América Latina, de acordo com a legislação trabalhista no Paraguai, os funcionários têm direito a um bônus anual equivalente a um mês completo de salário, que é pago em dezembro.

Perguntas frequentes sobre leis trabalhistas no Paraguai

Na nossa experiência, estas são as dúvidas comuns e os pontos duvidosos dos nossos Clientes.

1. Quais são as leis trabalhistas no Paraguai?

A legislação trabalhista no Paraguai determina que a semana de trabalho padrão é de 48 horas para o trabalho diurno e de 42 horas para o trabalho noturno. O trabalho diurno não deve exceder oito horas por dia, enquanto o trabalho noturno não deve exceder sete horas por dia. Além disso, os funcionários têm direito a pelo menos um dia de descanso por semana.

2. Quais são as condições de trabalho no Paraguai?

Os funcionários no Paraguai trabalham 48 horas por semana ou 8 horas por dia. As horas extras são limitadas e os funcionários são remunerados por isso. O salário mínimo no Paraguai é ajustado regularmente para garantir que cubra o custo de vida, que inclui despesas com alimentação, moradia, vestuário, transporte, segurança, cultura e recreação.

3. Quantas horas equivale a um dia normal de trabalho no Paraguai?

Uma jornada de trabalho padrão no Paraguai consiste em 8 horas. No entanto, para os colaboradores que trabalham entre as 20h00 e as 6h00, a semana de trabalho não pode ultrapassar as 48 horas e deve ser remunerada em 130% da sua remuneração normal.

4. Qual é o salário mínimo no Paraguai?

O salário mínimo no Paraguai é atualmente de 2.680 PYG mil/mês (368,379 USD/mês) em julho de 2023. A taxa máxima do salário mínimo para funcionários é de 2.193 PYG mil/mês, enquanto a taxa mínima é de 20,52 PYG mil/mês. Esses dados são divulgados mensalmente pelo Banco Central.

5. Como são pagas as horas extras no Paraguai?

As horas extras no Paraguai são pagas com taxas diferentes dependendo da hora do dia e se cai em feriado. Durante o dia, as horas extras são pagas com 150% do valor normal. Para horas extras durante a noite e feriados, a alíquota é aumentada para 200% do salário normal. É importante ressaltar que o máximo de horas extras permitidas é de 3 horas diárias e 9 horas semanais. Adicionalmente, os colaboradores que trabalham em dia de descanso têm direito a um dia de descanso compensatório.

6. Quais são as leis relativas à rescisão trabalhista no Paraguai?

Se um funcionário for demitido por motivos justificados, como má conduta ou mau desempenho, ele não terá direito a receber verbas rescisórias no Paraguai. No entanto, se um funcionário for demitido sem justa causa, ele terá direito a receber 15 dias de indenização por cada ano de serviço.

7. Quais são os requisitos para demissão de funcionário no Paraguai?

Para demitir um funcionário no Paraguai, o empregador deve fornecer notificação de rescisão por escrito. A duração do período de aviso prévio depende do tempo de serviço do funcionário. Se a demissão for justificada, como por má conduta ou mau desempenho, o empregado não tem direito a verbas rescisórias.

8. O que acontece quando um funcionário pede demissão no Paraguai?

Quando um funcionário pede demissão no Paraguai, ele é obrigado a avisar com um dia de antecedência. Se o motivo da rescisão for justificado, como má conduta ou mau desempenho, o empregado não tem direito a verbas rescisórias. Porém, se o empregado for demitido sem justa causa, ele terá direito a receber 15 dias de verbas rescisórias por cada ano de serviço. É importante ressaltar que a indenização máxima que pode ser recebida é de 50% do salário anual do funcionário.

Biz Latin Hub pode ajudá-lo a fazer negócios no Paraguai

Na Biz Latin Hub, nossa equipe bilíngue de especialistas de suporte corporativo está à disposição para ajudá-lo a navegar pela legislação trabalhista no Paraguai ou qualquer outro aspecto de entrada e realização de negócios no país.

Oferecemos um portfólio abrangente de serviços de back-office, incluindo formação de empresas , contabilidade e tributação, serviços jurídicos corporativos , processamento de vistos e contratação e PEO , o que significa que podemos fornecer pacotes personalizados de suporte integrado para atender a cada necessidade.

Temos equipes instaladas em 16 mercados na América Latina e no Caribe e parceiros de confiança que levam nossa cobertura a quase todos os cantos da região, o que significa que onde quer que você esteja fazendo negócios, podemos ajudá-lo e nos especializamos em multijurisdição a entrada no mercado.

Contate-nos hoje para receber mais informações sobre como podemos apoiá-lo em seus negócios no Paraguai. Ou saiba mais sobre nossos equipe e autores especialistas.

Instantâneo da legislação trabalhista no Paraguai. De acordo com a legislação trabalhista paraguaia, a semana de trabalho padrão é de 48 horas semanais para trabalho diurno e 42 horas semanais para trabalho noturno. Para o trabalho diurno, cada jornada de trabalho deverá ter duração máxima de oito horas, enquanto para o noturno será de sete horas e os empregados deverão ter pelo menos um dia de descanso por semana.
Instantâneo da legislação trabalhista no Paraguai
As informações fornecidas aqui não devem ser interpretadas como orientação ou aconselhamento formal. Consulte um profissional para sua situação específica. As informações fornecidas são apenas para fins informativos e podem não abranger todas as leis, padrões e práticas recomendadas pertinentes. O cenário regulatório está em constante evolução; as informações mencionadas podem estar desatualizadas e/ou podem sofrer alterações. As interpretações apresentadas não são oficiais. Algumas seções baseiam-se nas interpretações ou pontos de vista de autoridades relevantes, mas não podemos garantir que essas perspectivas serão apoiadas em todos os ambientes profissionais.
Equipe Jurídica Paraguai
Equipe Jurídica Paraguai

Legal Team Paraguay is the Biz Latin Hub leading experts on doing business in Paraguay The Team writes on the news, doing business, law, and changing regulations. The team are experts in corporate law, Administrative law, Employment law, Immigration law and legal advisory services. Read more about them here. You can contact Legal Team Paraguay via our "contact us page".

Receba as últimas notícias e conselhos sobre como expandir seus negócios globalmente
Assine a nossa newsletter para receber as últimas notícias e conselhos de negócios sobre formação de entidades, conformidade de entidades legais, contabilidade, back-office e requisitos fiscais.

Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.