Tendências para o Investimento Estrangeiro Direto no Brasil em 2023

Com um PIB de 1,61 trilhões de dólares em 2021, o Brasil é a maior economia da América Latina e a 12ª maior do mundo. O estado de São Paulo é o centro econômico do país, com 45 milhões de habitantes, e representa 33% do PIB nacional. 

Em termos de investimento estrangeiro direto no Brasil, o maior país da América do Sul sempre foi um destino atraente, devido a sua riqueza de matérias-primas e seu grande mercado de consumo doméstico. Não é surpreendente, portanto, que muitos empresários iniciem um negócio no Brasil.

Investimento estrangeiro direto no Brasil

O Brasil é, e tem sido, um ponto de tendência para o investimento estrangeiro direto (IED). De acordo com um informe da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), em 2021, os Estados Unidos são os principais receptores de IED, seguidos pela China, enquanto o Brasil ocupa a terceira posição.

O investimento estrangeiro direto no Brasil atingiu seus níveis mais altos após o fim da pandemia, vendo o IDE subir para US$ 51,06 bilhões, um aumento de 102,7% em comparação com o mesmo período de 2021. O total foi de $70,7 bilhões de dólares no ano até setembro. Além disso, o saldo dos investimentos estrangeiros recebidos pelo Brasil em 2021 foi o maior em proporção do PIB, quando se considera as 15 maiores economias do ranking do Banco Mundial – um outro sinal de uma recuperação estrutural na economia brasileira.

Segundo o Banco Central do Brasil, em 2019, as principais fontes de investimento estrangeiro direto no Brasil foram os Países Baixos (23,2%), os Estados Unidos (15,6%), a França (12,8%) e a Espanha (9,5%).

Um infográfico da Biz Latin Hub sobre a liberdade econômica no Brasil para um artigo sobre o investimento estrangeiro direto no Brasil
Embora a liberdade econômica seja relativamente baixa em escala global, o investimento estrangeiro direto no Brasil é o mais alto da região.

Os principais motores do investimento estrangeiro direto no Brasil

Recursos naturais – O Brasil é um dos principais produtores mundiais de açúcar, café, soja, suco de laranja, estanho e fosfato mineral.

Localização geográfica vantajosa – Localizado no centro da América Latina, o Brasil faz fronteira com 10 países e desfruta de uma ampla costa atlântica.

Um grande mercado de consumo doméstico – O Brasil tem um grande mercado de consumo doméstico de 214 milhões de pessoas, 70% das quais são consideradas classe média, representando pouco mais da metade dos gastos totais de consumo do país.

Forte comércio internacional – O Brasil é um forte exportador de carne bovina, aves, tabaco, madeira, etanol, minério de ferro e tem indústrias avançadas em automóveis, petróleo, alimentos e bebidas, produção química e cimento. A China é o maior consumidor das exportações brasileiras, com 31,3%, seguida pelos Estados Unidos, com 11,1%.

Programas brasileiros destinados a atrair investidores estrangeiros

O Programa Inovar-Auto tem como objetivo melhorar o desenvolvimento tecnológico da indústria automotiva e criar condições para aumentar a competitividade neste setor.

Renai é a Rede Nacional de Informações sobre o Investimento e fornece informações a potenciais investidores sobre oportunidades de negócios no Brasil. Além disso, o governo nacional brasileiro oferece apoio ao investimento através de financiamentos e acordos de dupla tributação.

Startup Outreach Brasil é um programa governamental que conecta startups brasileiras com investidores estrangeiros. Esta iniciativa, liderada pela ApexBrasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), conseguiu assegurar investimentos estrangeiros do Canadá, do Chile, da França, dos Estados Unidos e da Alemanha, entre outros.

Investimento estrangeiro direto no Brasil: Principais tendências

A grande diversificação da economia brasileira significa que os investidores estrangeiros podem obter um bom rendimento em diferentes setores. No entanto, a maior parte do investimento estrangeiro direto no Brasil é direcionado principalmente para serviços financeiros, petróleo e gás, indústria automotiva, comércio, eletricidade e indústria química.

Com aproximadamente 700  startups, o Brasil é também o maior exportador de fintech da América Latina, e ocupa o quinto lugar no mundo. Em 2019, (os últimos números disponíveis), o investimento nas empresas fintech brasileiras foi de 1,6 bilhões de dólares.

Há muitas oportunidades para as empresas estrangeiras colaborarem com suas contrapartes brasileiras em diferentes áreas, como por exemplo:

  • Pagamentos e remessas
  • Gestão financeira de empresas ou pessoas físicas
  • Criptocurrency e Blockchain
  • Bancos digitais e tecnologias para instituições financeiras
  • Comércio eletrônico (e-commerce)
Um infográfico da Biz Latin Hub sobre as maiores empresas públicas do Brasil para um artigo sobre o investimento estrangeiro direto no Brasil
O investimento estrangeiro direto no Brasil é dirigido principalmente para os serviços financeiros, o petróleo e o gás e alguns outros setores.

Embora o petróleo e o gás continuarão a desempenhar um papel fundamental na economia (o principal produtor da América Latina), a indústria das energias renováveis está em ascensão no Brasil, de acordo com a Agência Brasileira de Planejamento Energético (EPE). O país tem uma das redes elétricas mais limpas do mundo e tem a capacidade de gerar eletricidade com 84% de energia renovável.

O Brasil também tem um promissor mercado de energia nuclear e planeja quadruplicar sua geração de energia nuclear até 2050, de acordo com a Associação Brasileira de Energia Nuclear.

Aqui estão algumas grandes oportunidades de negócios no setor das energias renováveis para investidores estrangeiros:

  • Sistemas de controle e automação
  • Veículos elétricos 
  • Usinas de energia nuclear
  • Outras energias renováveis (engenharia, eficiência energética, redes inteligentes, energia fotovoltaica, energia eólica terrestre, biomassa)

A Biz Latin Hub pode ajudá-lo na América Latina e no Caribe

Na Biz Latin Hub, fornecemos serviços integrados de entrada no mercado e back-office em toda a América Latina e Caribe, com escritórios em São Paulo e outras grandes cidades da região. Também temos parceiros de confiança em outros mercados.

Nosso alcance significa que estamos em posição ideal para apoiar entradas em mercados multijurisdicionais e operações transfronteiriças.

Além do conhecimento sobre o investimento estrangeiro direto no Brasil, nosso portfólio de serviços inclui contratação e PEO, contabilidade e tributação, formação de empresas, abertura de contas bancárias e serviços jurídicos corporativos.

Contate-nos hoje para saber mais sobre como podemos ajudá-lo a encontrar os melhores talentos ou a fazer negócios na América Latina e no Caribe.

Se este artigo sobre a terceirização na América Latina foi de seu interesse, confira o resto de nossa cobertura da região. Ou leia sobre nossa equipe e autores especializados

Biz Latin Hub pode ajudá-lo a abrir uma conta bancária para sua empresa, nesta infografia você verá alguns passos para abri-la.
Biz Latin Hub pode ajudá-lo a abrir uma conta bancária para sua empresa, nesta infografia você verá alguns passos para abri-la.

As informações fornecidas aqui não devem ser interpretadas como orientação ou aconselhamento formal. Consulte um profissional para sua situação específica. As informações fornecidas são apenas para fins informativos e podem não abranger todas as leis, padrões e práticas recomendadas pertinentes. O cenário regulatório está em constante evolução; as informações mencionadas podem estar desatualizadas e/ou podem sofrer alterações. As interpretações apresentadas não são oficiais. Algumas seções baseiam-se nas interpretações ou pontos de vista de autoridades relevantes, mas não podemos garantir que essas perspectivas serão apoiadas em todos os ambientes profissionais.
David Wright

David Wright

David passou 22 anos trabalhando para o Serviço Diplomático Britânico servindo em vários países da América Latina. Ele serviu duas vezes na Colômbia, incluindo atuando como assessor em questões de segurança regional do Presidente da Colômbia. Atualmente, atua como consultor para empresas e governos em gestão de riscos, segurança e tecnologia.

David também está envolvido em empresas relacionadas à mineração, tanto em funções executivas quanto não executivas. Junto com Craig Dempsey, ele fundou o Biz Latin Hub e agora atua como seu presidente não executivo. David é bacharel em Astrofísica pela Birmingham University e também estudou na Brown University.

Receba as últimas notícias e conselhos sobre como expandir seus negócios globalmente
Assine a nossa newsletter para receber as últimas notícias e conselhos de negócios sobre formação de entidades, conformidade de entidades legais, contabilidade, back-office e requisitos fiscais.

Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.