Visão geral: Quais são as leis trabalhistas da Bolívia?

As leis trabalhistas da Bolívia são atualizadas regularmente e são amplas e complexas. As empresas precisam ter em mente todas as orientações jurídicas fornecidas por especialistas de acordo com a lei ao contratar funcionários na Bolívia.

Como uma empresa em expansão, os executivos devem considerar a possibilidade de se envolver com uma Organização Profissional de Empregadores (PEO) para contratar funcionários e minimizar o risco de não conformidade com a legislação trabalhista.

Contribuições trabalhistas na Bolívia
Contribuições trabalhistas na Bolívia

Visão geral das leis trabalhistas da Bolívia

A Lei Geral do Trabalho de 1942 regulamenta as relações trabalhistas. As relações entre empregadores e empregados são complexas, e as regulamentações da Bolívia são atualizadas regularmente para que as empresas possam se adaptar às modernas condições de trabalho.

Uma relação trabalhista será regulamentada pelo Ministério do Trabalho, pois a entidade que controla todas as leis trabalhistas da Bolívia será cumprida por empregadores e empregados. Alguns dos aspectos mais importantes a serem levados em conta na legislação trabalhista são:

  • Em 2020, o salário mínimo nacional é de US$ 305
  • Há 13 salários a serem pagos em um ano (12 salários + bônus de Natal de dezembro)
  • A jornada de trabalho padrão é de 8 horas por dia
  • O funcionário tem direito a 15 dias de férias por ano.

Tipos de relações trabalhistas na Bolívia

Na Bolívia, os contratos de trabalho podem ser tanto orais quanto escritos. De acordo com as leis trabalhistas da Bolívia, uma relação trabalhista contém os seguintes requisitos:

  • Prestação de serviços em um cronograma específico
  • Subordinação e dependência
  • Recebimento de uma remuneração (salário).

Se essas três condições forem atendidas, o contrato será automaticamente considerado como uma relação de trabalho.

Contrato de trabalho por tempo indeterminado

Esse tipo de contrato é o mais usado e apropriado para regular as relações trabalhistas na Bolívia. Todo contrato de trabalho escrito e oral será considerado indefinido. Esse é o único contrato que pode estabelecer um período de experiência de 90 dias para o empregado. Durante esse período, o empregador pode encerrar o relacionamento sem a obrigação de compensar a rescisão, e os funcionários podem usar esse período para se adaptar à empresa.

Contrato de prazo fixo

Um contrato de prazo fixo é aquele que, devido às suas condições, estabelece um período de validade determinado. O contrato de prazo fixo deve ser escrito e deve indicar o período de duração do emprego. De acordo com as leis trabalhistas da Bolívia, esse tipo de contrato pode ser aplicado nas seguintes condições:

  • Os trabalhadores com um contrato de período fixo não podem realizar atividades diretas da empresa. Esse tipo de contrato pode ser usado somente para pessoas que apoiam atividades não relacionadas à atividade principal da empresa
  • Se um funcionário regular da empresa estiver temporariamente impossibilitado de trabalhar, as empresas podem contratar um trabalhador temporário com esse tipo de contrato até que o funcionário possa retornar às suas atividades contratadas. O empregador não pode contratar o mesmo trabalhador mais de uma vez usando esse mecanismo
  • Se uma empresa precisar de suporte e recursos adicionais durante um determinado período do ano, ela poderá contratar trabalhadores com prazo fixo para esse período de pico para cobrir todas as necessidades da empresa. Se a empresa precisar de recursos humanos adicionais a longo prazo após esse período, ela deverá contratar por meio de um contrato de trabalho por tempo indeterminado
  • Um funcionário só pode ser contratado com esse tipo de contrato duas vezes. Caso contrário, um terceiro contrato de período fixo será automaticamente considerado como indefinido
  • Cada contrato de período fixo tem duração máxima de um ano
  • De acordo com as leis trabalhistas da Bolívia, um contrato de período fixo requer a aprovação do Ministério do Trabalho para ser validado; se essa exigência não for cumprida pelo empregador, o contrato será considerado indefinido.

Em ambos os tipos de contrato, os empregados têm direitos e obrigações decorrentes da relação de emprego, inclusive as contribuições para a seguridade social feitas pelo empregador.

Feriados públicos e dias mínimos de férias na América Latina

Quais são as contribuições trabalhistas na Bolívia?

As contribuições estabelecidas pelas leis trabalhistas da Bolívia serão calculadas a partir do salário de cada funcionário da seguinte forma:

Contribuições a serem cobertas pelo empregadorContribuições a serem cobertas pelo funcionário
Seguro-saúde: 10%
Contribuição pro: 2%
Risco profissional: 1,71%
Contribuição do empregador: 3%
Previdência social: 10%
Risco comum: 1,71%
Contribuição do segurado: 0.5%
Taxa do fundo de pensão: 0,5%
Total: 16,71%Total: 12,71%

Além disso, a Bolívia aplica um imposto adicional conhecido como RC- IVA ou RC- VAT. Esse imposto é calculado pelo valor do salário recebido pelo funcionário após a contribuição de 12,71% mencionada acima, se o salário for superior a 4 vezes o salário mínimo nacional.

Conclusão da relação trabalhista

As leis trabalhistas da Bolívia regulam as formas de concluir uma relação de trabalho em diferentes cenários e condições. A Lei Geral do Trabalho de 1942 fornece as seguintes diretrizes para a conclusão de uma relação de trabalho:

Demissão voluntária do funcionário

Se um funcionário decidir se demitir de seu cargo, o empregador deverá pagar os salários pendentes e as indenizações referentes ao período trabalhado na empresa até o dia da demissão. As indenizações são equivalentes a 1 mês de salário para cada ano trabalhado.

Indenização por demissão sem justa causa

Se uma empresa decidir demitir um funcionário, todos os salários pendentes devem ser pagos e incluídos no tempo de serviço. A indenização inclui 3 salários extras como pagamento de indenização por demissão sem justa causa.

Rescisão justificada

Cada caso deve ser analisado individualmente para determinar com precisão se essa figura jurídica pode ser aplicada ao caso, uma vez que a rescisão justificada deve ser comprovada perante o Ministério do Trabalho para que o empregador pague o salário pendente sem indenização.

Os funcionários têm direito a licença para estudar e fazer exames. Um provedor de PEO o ajudará a cumprir a legislação trabalhista na Argentina.
Os funcionários têm direito a licença para estudar e fazer exames. Um provedor de PEO o ajudará a cumprir a legislação trabalhista na Bolívia

Perguntas frequentes sobre as leis trabalhistas na Bolívia

Em nossa experiência, essas são as perguntas comuns e os pontos de dúvida de nossos clientes.

1. Quais são as leis trabalhistas na Bolívia?

Os trabalhadores do sexo masculino na Bolívia estão limitados a trabalhar no máximo 48 horas por semana, enquanto as mulheres estão limitadas a 40 horas. O horário de trabalho permitido durante o dia é das 6h às 20h, com um limite diário de oito horas. É importante observar que os funcionários só podem trabalhar oito horas por dia.

2. Quais são as condições de trabalho na Bolívia?

As condições de trabalho na Bolívia são regulamentadas pelas leis trabalhistas do país. Essas leis garantem que os trabalhadores tenham condições de trabalho justas e seguras. Algumas das principais disposições incluem limites de horas de trabalho, requisitos de salário mínimo e o direito a descanso e férias. Além disso, os empregadores são obrigados a oferecer um ambiente de trabalho saudável e seguro, incluindo ventilação, iluminação e instalações sanitárias adequadas. Essas leis trabalhistas visam a proteger os direitos e o bem-estar dos trabalhadores na Bolívia.

3. Quantas horas há em um dia de trabalho padrão na Bolívia?

Na Bolívia, a jornada de trabalho padrão é de 8 horas. Entretanto, os funcionários podem trabalhar até 48 horas por semana, com um máximo de 6 dias úteis. É importante observar que as mulheres só podem trabalhar 40 horas por semana.

4. Qual é o salário mínimo na Bolívia?

O salário mínimo na Bolívia é de BOB2.250,00 por mês em 2023, e passou a valer em 1º de maio de 2022.

5. Como são pagas as horas extras na Bolívia?

As horas extras na Bolívia são consideradas como trabalho realizado durante emergências ou para atender às exigências do empregador. Elas são consideradas horas extraordinárias de trabalho e são compensadas com um pagamento adicional de 100%. Entretanto, o total de horas extras não deve exceder duas horas por dia.

6. Quais são as leis referentes à rescisão do contrato de trabalho na Bolívia?

As leis referentes à rescisão de contrato de trabalho na Bolívia exigem que os trabalhadores de colarinho azul com seis meses de serviço recebam aviso prévio de 15 dias, os trabalhadores de colarinho azul com um ano de serviço recebam aviso prévio de 30 dias e os trabalhadores de colarinho branco com mais de três meses de serviço recebam aviso prévio de 90 dias.

7. Quais são os requisitos para a demissão de um funcionário na Bolívia?

– Não há período de aviso prévio obrigatório para a demissão de um funcionário na Bolívia.
– A indenização por tempo de serviço é obrigatória, se aplicável.
– Os motivos da rescisão na Bolívia incluem prejuízo material intencional, divulgação de segredos industriais e omissões ou imprudências relacionadas à segurança e higiene industrial.
– contratos por tempo indeterminado são o tipo mais comum de contrato usado na Bolívia e só podem ser rescindidos quando ambas as partes concordarem.
– Os trabalhadores do sexo masculino na Bolívia não podem trabalhar mais de 48 horas por semana, enquanto as mulheres têm um limite de 40 horas.
– Os pais na Bolívia têm direito a 3 dias de pagamento pelo nascimento de um filho e recebem proteção no emprego por 1 ano a partir da data do nascimento.

8. O que acontece quando um funcionário se demite na Bolívia?

Quando um funcionário se demite na Bolívia, o empregador é obrigado a compensar o funcionário por seus salários e indenizações pendentes durante o período de seu emprego até o dia da demissão. Essas indenizações correspondem a um mês de salário para cada ano trabalhado. Além disso, se um funcionário se demitir após três meses de trabalho contínuo, ele terá direito a uma indenização equivalente a um mês de salário para cada ano de serviço, incluindo o último ano incompleto.

Use os serviços de PEO para cumprir as leis trabalhistas na Bolívia

Um PEO ajudará as empresas a recrutar, contratar e gerenciar sua equipe na Bolívia, administrando e gerenciando os processos de folha de pagamento todos os meses para que as empresas possam se concentrar no desenvolvimento de seus negócios. Por meio de um modelo de coemprego, os PEOs contratarão funcionários em nome da empresa e garantirão que todas as obrigações trabalhistas desses funcionários sejam cumpridas.

Na Biz Latin Hub, fornecemos serviços bilíngues de PEO e gerenciamento de folha de pagamento com contratos adequados e específicos para cada funcionário de uma empresa. Garantimos que os empregadores atendam a todos os requisitos trabalhistas relevantes na Bolívia, reduzindo o risco de não conformidade e permitindo que as empresas se expandam com os talentos certos.

Entre em contato conosco agora mesmo para continuar suas operações no exterior com o suporte de PEO.

Saiba mais sobre nossa equipe e autores especializados.

Instantâneo da legislação trabalhista na Bolívia. A jornada de trabalho padrão é de oito horas; As horas adicionais são pagas à parte. A semana de trabalho padrão não dura menos de cinco nem mais de seis dias e inclui no máximo 48 horas.
Instantâneo da legislação trabalhista na Bolívia

As informações fornecidas aqui não devem ser interpretadas como orientação ou aconselhamento formal. Consulte um profissional para sua situação específica. As informações fornecidas são apenas para fins informativos e podem não abranger todas as leis, padrões e práticas recomendadas pertinentes. O cenário regulatório está em constante evolução; as informações mencionadas podem estar desatualizadas e/ou podem sofrer alterações. As interpretações apresentadas não são oficiais. Algumas seções baseiam-se nas interpretações ou pontos de vista de autoridades relevantes, mas não podemos garantir que essas perspectivas serão apoiadas em todos os ambientes profissionais.
Equipe Bolívia

Equipe Bolívia

Legal Team Bolivia is the Biz Latin Hub leading experts on doing business in Bolivia The Team writes on the news, doing business, law, and changing regulations. The team are experts in corporate law, Administrative law, Employment law, Immigration law and legal advisory services. Read more about them here. You can contact Legal Team Bolivia via our "contact us page".

Receba as últimas notícias e conselhos sobre como expandir seus negócios globalmente
Assine a nossa newsletter para receber as últimas notícias e conselhos de negócios sobre formação de entidades, conformidade de entidades legais, contabilidade, back-office e requisitos fiscais.

Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.